Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

sobre estados de alma e outras insignificâncias... :)


07
Mar13

escrever

por Lazy Cat

Há coisas que nos estão no sangue. Não falo de glóbulos, ferro e afins, mas daquelas que nos correm na veia, que são o nosso sangue, aquilo que somos para além do que se vê (not talking about cholesterol either) o que nos torna únicos, sobretudo, na maneira de sentir! Porque é a forma como sentimos, o que sentimos, quando sentimos, que mais tarde escrevemos. E escrever é isso, dar largas ao que nos corre nas veias e faz de nós quem somos...em letras.

 

Não podia ser mais simples. Mas não é isso que tenho feito aqui. Queria um blog onde pudesse ter de tudo e havia, há aliás, coisas que não cabem no Lazy Cat. Mas acontece que aqui, o que não cabe é a minha escrita. Gosto da leveza e da imagen clean do blog, das "happy colors" mas não cabe aqui a décima parte do que me sai das mãos, menos ainda do que me passa pela cabeça. 

 

Aquilo que nós somos, cada um de nós, é um misto de tudo em diferentes percentagens. Em tempos tive vários blogs ao mesmo tempo, participei em vários blogs como Lazy Cat, tive outros blogs com outros nicks e, por alguma razão foram ficando, quase todos, pelo caminho. 

 

Porque, sem a Rute, a Lazy Cat não está completa. E sem a Serpentina a Rute não está completa....e eu preciso de escrever tudo no mesmo sítio em separadores diferentes. pois é. e pretendo ficar no sapo. pois. Então vamos lá procurar templates????  

 

 

 somos o que fazemos? 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Posts mais comentados



Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D

no thing

No luxury and no comfort, no delight and no pleasure, no new liberty and no new discovery, no praise and no flattery, which we may enjoy on our journey, will mean anything to us if we have forgotten the purpose of our travels, and the end of our labours (Isaiah Berlin)





"If you are lucky enough to find a way of life that you love you have to find the courage to live it."
John Irving