Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

sobre estados de alma e outras insignificâncias... :)


07
Nov13

celebrar

por Lazy Cat

não posso/quero/vou escrever este post no dia exacto, mas não posso/quero deixar de o assinalar. é um dia muito importante e um total de anos mais importante ainda, pelo menos, a associação que eu faço dos teus 45 anos ao teu número 45. por razões várias e pela primeira vez em já muitos anos, não estarei à espera das doze badaladas para te desejar um feliz aniversário. mas não me esqueço, nem deixo de te desejar, do fundo do coração que este seja o ano em que encontres o teu verdadeiro número 45. 

 

durante vários meses pedi consistentemente à vida que te trouxesse de volta. e, consistentemente a vida trouxe-te de volta. e consistentemente eu não vi o que tinha que ver. até há bem pouco tempo. mas agora que já sei, mesmo não te querendo de volta e não querendo construir a minha felicidade entrançada na tua desejo-te, como só se deseja a quem se ama de coração corpo e alma: serenidade e sorrisos. que o teu quadragésimo quinto ano te traga a serenidade que te foge e te faça sorrir, genuinamente, lá do fundo da alma, e te faça acordar para um par de olhos amorosos que acordou para se perder nos teus por muitos e muitos anos. até ao fim dos tempos. 

 

e é assim, também que celebro o momento em que sou (finalmente!) capaz de me despedir de ti sem rombos no coração, sem apertos, sem lágrimas grossas e quentes e sem gritos, nem sequer mudos.  despeço-me em paz, com carinho, do homem que am(ar)ei. por tudo mesmo e por nada: obrigada! 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Posts mais comentados



Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D

no thing

No luxury and no comfort, no delight and no pleasure, no new liberty and no new discovery, no praise and no flattery, which we may enjoy on our journey, will mean anything to us if we have forgotten the purpose of our travels, and the end of our labours (Isaiah Berlin)





"If you are lucky enough to find a way of life that you love you have to find the courage to live it."
John Irving