Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

sobre estados de alma e outras insignificâncias... :)


08
Out13

ser racional

por Lazy Cat

mas que raio é isso de ser racional, afinal? 

 

como ainda é muito cedo, fui procurar ....e sim, sim, isto tem um propósito! 

 

 

"Não resisti... Um pouquinho de análise semântico-pragmática, logo cedo pela manhã pode ser um delícia: "Como assim? O que é ser racional?" Depois de alguns minutos, elencamos uma vasta série de significados para"racionalidade": - é ser sensato - objetivo - coerente - prudente - fazer as coisas direito, certo..." ok, vão lá ver o resto, que está aqui. este foi o primeiro resultado que encontrei ao "googlar" "ser racional". 

 

depois encontrei isto: "Tipo de Personalidade: Os Racionais" não me apeteceu ler, mas podem lá ir espreitar...

 

depois vem o artigo do centrodeestudos, de que apenas transcrevo aqui uma pequena parte:

 

"O mais sensato é trabalhar para ser racional, para aprender a ter e a lidar com bons sentimentos, pois as emoções nos fazem agir em benefício próprio e a curto prazo, porque depois, o problema continua, e nós acabamos somente por protelar uma solução sensata, para não entrar em contato com a realidade."




ok, pronto, ser racional é ser sensato. ou ser sensato é ser racional...se isto já era um post sem pés nem cabeça, agora então é que fica feito num oito! também é verdade que este parágrafo está fora de contexto mas...eu também. hoje estou desconectada da vida, mais ou menos voluntariamente e desde que acordei, e já lá vão umas horas, passo o tempo a tentar ser racional. digo, sensata, digo, não-emocional. 


se as emoções nos fazem agir em proveito próprio mas não resolvem situações, a racionalidade, verdade seja dita, não resolve nada, apenas te impede de viver os sentimentos em toda a sua plenitude. já dei para a racionalidade e para ser sensata e fazer tudo certinho! que se lixem com f a assertividade, a racionalidade e os preceitos! 


hoje amo-te , como ontem e como sempre mas ao contrário de muitos outros dias, hoje quero muito gostar de ti! quero gostar de ti como uma loucura deliciosa, quero poder gostar de ti porque me sabe bem sem me preocupar com o amanhã, porque hoje é o dia mais importante da minha vida e é aquele em que tudo pode acontecer. (RdO devias orgulhar-te disto!!!) amo-te sim. porque sim. racional? eu lá quero ser racional em cima disto?! sabem o bom que é abrir os olhos e pensar "estejas onde estiveres, gosto de ti, tem um dia feliz"? 


raci quê? não me lembro de palavra nenhuma começado por "raci" que tenha um significado bonito! se encontrarem alguma, avisem-me! eu vou lá para fora curtir o sol de Outubro, o melhor mês do ano (e o mais parvo) ao som desta música que só descobri ontem: 



ser racional? ser emocional? e que tal ser, por hoje apenas o que sou e deixar que seja o que tiver que ser? vou tentar. a sorrir, of course. 

ah! o propósito?? é este: quero lá saber de racionalizar a vida! como podem ver é tudo complicado mas amar, é simples! :-) (embora complique muito as coisas!!!) como podem ver(ler) o propósito deste post é algo confuso: feel it! vai correr melhor! 

 

 

 

 

há mais para ler no "olharcomportamental"

 

O amor não é necessariamente concorrente da racionalidade, como os filósofos modernos nos fizeram crer. Se bem que às vezes ele pode parecer e ser meio irracional:


"Ser racional é tão somente levar em conta as consequências dos seus atos. E, nesse sentido, a racionalidade se funde perfeitamente com sua irmã, a ética. Afinal, ser ético e amar, assim como ser racional, pressupõe viver levando em conta os outros e o futuro."

Autoria e outros dados (tags, etc)


Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Posts mais comentados



Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D

no thing

No luxury and no comfort, no delight and no pleasure, no new liberty and no new discovery, no praise and no flattery, which we may enjoy on our journey, will mean anything to us if we have forgotten the purpose of our travels, and the end of our labours (Isaiah Berlin)





"If you are lucky enough to find a way of life that you love you have to find the courage to live it."
John Irving