Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

sobre estados de alma e outras insignificâncias... :)


01
Jul13

gratidão

por Lazy Cat

é uma palavra que se usa (será porque se sente) cada vez menos. mas hoje só quero dizer que estou grata. gosto da casa nova. incompleta. gosto de ter o que procurar, gosto de ter tempo para procurar exactamente aquela peça perfeita, em vez de dizer "gostava tanto de ter um candeeiro de pé aqui" e na primeira oportunidade ter que escolher um, qualquer um, porque para a outra pessoa interessa mais satisfazer o meu desejo expressado (um candeeiro de pé) do que entender que quandi digo isso, me refiro não a um candeeiro de pé qualquer mas sim àquele que será perfeito para aquele canto e que eu não faço a menor ideia de quando vai aparecer. nessa altura, o dinheiro para essas coisas vindo essencialmente do bolso dele, até porque jamais me deixaria gastar um tostão em nada que não fosse exclusivamente para mim, apesar de protestar, aceitei o candeeiro. reconheci, reconheço e agradeço a vontade de me agradar mas...esta não deveria ter como motor o ficar de consciência tranquila porque já estava feito o que eu tinha pedido e sim proporcionar-me um verdadeiro prazer escolhendo comigo algo que nos enchesse as medidas aos dois e nos desse aos dois prazer ter em nossa casa. adiante. gosto desta liberdade absoluta de escolha e de estar a colocar em minha casa apenas aquilo que eu gosto, apesar de ter que andar devagar. e então, para comemorar, decidi que coisas que trago comigo há cerca de 20 anos (algumas delas desde que sai para estudar !!!!) vão ser oferecidas e/ou reformadas e vou comprar novas. e pronto. ah, sim, também decidi que vou trazer a máquina de costura e personalizar muita coisa! e pronto, por hoje é isto: grata ao homem que amo e com quem partilhei anos da minha vida pela disponibilidade constante para me agradar e grata à vida por me dar a oportunidade de ser apenas eu a decidir e a escolher. grata por essa e várias outras coisas. hoje a palavra de ordem é mesmo GRATIDÃO! 

 

a imagem é daqui

Autoria e outros dados (tags, etc)


Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Posts mais comentados



Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D

no thing

No luxury and no comfort, no delight and no pleasure, no new liberty and no new discovery, no praise and no flattery, which we may enjoy on our journey, will mean anything to us if we have forgotten the purpose of our travels, and the end of our labours (Isaiah Berlin)





"If you are lucky enough to find a way of life that you love you have to find the courage to live it."
John Irving