Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

sobre estados de alma e outras insignificâncias... :)


14
Nov13

Totais - Ontem

por Lazy Cat
Digam lá que não há gente sem nada de jeito para fazer

???
  1. Visitas - 8
  2. Média diária de visitas - 8
  3. Visualizações - 164
  4. Média diária de Visualizações - 164

Autoria e outros dados (tags, etc)

13
Nov13

amour

por Lazy Cat

"amor es el juego en el que un par de ciegos juega a hacer-se daño"

 

 

mesmo sabendo e sentindo que não é sempre assim, ou que não é suposto ser assim, ou que se se magoam é porque não há/é Amor, não deixo de sentir esta frase como verdade de certa maneira. porque, em nome do Amor, todos já cometemos as maiores barbaridades. e todos dissemos pelo menos uma vez sofrer por amor. é mentira, sofre-se por falta de Amor. 

 

seja como for, o Amor toca e provoca todos os outros sentimentos, carrega em cada um de nós uma multitude de botões (que muitas vezes nem sabíamos ter) e obriga-nos a enfrentar o melhor e o pior de nós. sim, é exactamente isto. e sim, o Amor dá trabalho. muito.  e sim, o amor faz sofrer. mas só quando deixa de estar, de ser (de nos ser retornado) na medida em que o desejamos (ou achamos que precisamos!)

 

esta imagem é de um dos filmes que mais me marcou no último ano. vi este filme sozinha entre vários, numa sala de cinema pequena, e pude observar muitos dos que lá estavam comigo, à saída, e sei que quase todos foram tocados profundamente pelo filme. vi sair um casal de mãos dadas, silenciosos, muitos encostadinhos um ao outro, os olhos no chão. mulheres e homens sós. todos em silêncio. vi o pequeno grupo que estava na sala debandar, literalmente. cada qual para seu lado e muito depressa, não fossem os outros ler-lhes nos olhos as emoções, as lágrimas contidas, as desilusões, os sonhos ainda, as esperanças, os quereres, os sofreres..

 

durante o filme, respirámos em conjunto, escondemos lágrimas em conjunto, retivemos juntos a respiração. mas isso foi ao abrigo das luzes apagadas. à luz branca e fria das lâmpadas fluorescentes, todos baixámos a cabeça e saímos porta fora, à procura de algum tipo de aconchego. 

 

sabem porque é que vos digo que Amor não faz sofrer e é uma coisa boa?

 

nessa noite em que voltava sozinha para casa, percorrendo uma estrada vazia, escura; nessa noite, enquanto era assaltada por milhares de sentimentos e sensações, e em que, confesso, me senti mais sozinha do que me lembro de alguma vez ter sentido (excepto um dia numa estação de comboios), ele telefonou. foi ele quem me acalmou, me afagou a alma e o coração e falou comigo até eu conseguir adormecer. 

 

amar não nos torna perfeitos, amar não nos impede de cometer erros. e, se é um jogo em que nos ferimos, sofremos e magoamos, não é por amor, mas por tudo o que há em nós por curar e que só por e pelo amor, alcançamos. 

 

PS: não vejam este filme. chama-se AMOUR. e fala do nada que somos perante a inevitabilidade 

Autoria e outros dados (tags, etc)

13
Nov13

os mimos, as zangas, os abraços, as despedidas e os fins-de-semana! 

uma casa cheia de gente dá alegria. e trabalho. as saídas servem para respirar e para arranjar/provocar confusões. nunca tive jeito para grandes ajuntamentos. não me sei dar com grupos barulhentos e desordenados e é isso mesmo que a minha família é: uma confusão feliz! desde que me lembro, sou uma solitária: festas de anos? a R. está escondida num canto qualquer agarrada a um livro. quase sempre no jardim, longe das paredes da casa ou então debaixo do alpendre, onde há mais luz... casamentos? rapidamente preciso de ir passear, tomar café, apanhar ar, sei lá! não me importo nada de perder esta ou aquela partida ou fotografia. no meio das multidões, procuro sempre silêncio e paz. 

 

como calculam, ter uma família grande não me permitiu muitos destes momentos de silêncio e calma sem comentários. fui-me habituando e eles de certa maneira também. mas confesso, por mais que adore a minha família, todos juntos é demais para mim, o fim-de-semana foi maravilhoso e eu fiquei de rastos, pelos vistos para a semana inteira...seja como for, fico feliz que o meu filho não seja como eu e não só goste de estar no meio desta gente toda como também de ser parte do motor do monstro! :-)

 

Boa semana, bom sol e bom trabalho. 

Autoria e outros dados (tags, etc)

12
Nov13

e vem a passos largos a caminho da minha casa! :-)

 

durante uns anos, andei de candeias às avessas com o natal. depois, fizemos as pazes. e descobri alguém que gostava menos do natal que eu, e que tinha, no entanto o melhor de todos os presentes de Natal nas mãos...ironias do destino, voltei a apaixonar-me pelo natal. estou-me um bocado nas tintas para o lado consumista do mesmo; para mim os presentes deveriam ser, na sua maioria pelo menos hand-made. compreendo que seja complicado, sobretudo para as crianças, resistir aos apelos mas...acho que é possível conciliar as coisas. seja como for... a revista do Pingo Doce deste mês traz umas sugestões muito giras. comprei-a ontem e, inspirada e ansiosa pelo natal, fiz isto: 

 

 

        

 

 

serve lindamente para mimo, lembrança para a professora, a vizinha, a prima da tia, etc. os materiais podem ser os mais variados, de papel de embrulho a fitas, laços e rendas! estas estão rodeadas de fitas de tecido e os corações foram recortados de revistas. inspirem-se!! 

Autoria e outros dados (tags, etc)

12
Nov13

ementa - semana 46

por Lazy Cat

o prometido é devido (mesmo que chegue tarde!)

 

passarei a publicar as ementas aqui com uma pequena alteração: em vez de vos direccionar (link) para as receitas, limitar-me-ei a publicar uma receita por semana, que estará identificada nas tags. com isto pretendo ganhar tempo e não deixar de partilhar as ementas semanais convosco. 

 

o fim-de-semana, já o disse noutro post, foi de família, com a confusão do costume nas famílias grandes. assim, começo a semana aproveitando o que estava aberto/começado do fim-de-semana para evitar que se estrague. 

 

segunda-feira  

entrada:      canja de galinha

prato:          salada de orelha/salada de polvo/queijos frescos e curados

                    azeitonas/requeijão/ café e pão

sobremesa: está incluida no jantar: marmelada e apple butter

 

adoro jantares destes! aliás, o meu programa preferido do malvado é um em que ele propõe a um restaurante servir vários maravilhosos pratos de soul food em doses mais pequenas aos jantares como medida para revitalizar o restaurante! amei, claro! 

 

terça-feira

entrada:    

prato:          tarte Vader! :-)

                    ou em linguagem não-familiar Tarte de Salmão com espinafres

sobremesa: dióspiros

 

quarta-feira

entrada:      bolachas de araruta (home made) com requeijão aromático

                    (coentros e azeitonas)

prato:          arroz de grão-de-bico enfeitado (pimento vermelho)

sobremesa: tangerinas

 

quinta-feira 

entrada:      -

prato:          minestrone

sobremesa: iogurte com fruta e raspas de chocolate 

 

sexta-feira 

entrada:       sopa de feijão-verde

prato:           pataniscas de atúm com arroz de tomate

sobremesa:  pêra

 

sábado

entrada:       salada verde com molho de iogurte

prato:           tiras de porco à chinesa com arroz basmati

sobremesa:  pudim de iogurte (um dia destes publico a receita de novo) 

 

entrada:       azeitonas/pão/queijo curado

prato:           frango braseado com cenouras e ervilhas

sobremesa:  salada de clementinas

 

domingo

raramente faço planos para duas refeições de domingo. este é o único dia da semana para o qual não planeio nada e sabe-me bem assim. organizo-me para uma refeição, venha ela a ser almoço ou jantar e pronto. 

 

prato: arroz de alheira com couves (um prato daqueles que sabem mesmo bem nos dias frios)

 

 

Massa quebrada 

 

150 gr de farinha

75 gr de margarina

1 ovo inteiro (ou 1/4 copo de água)

1 pitada de sal 

 

parte-se a margarina aos bocadinhos para dentro da farinha e mistura-se com as mãos até obter a consistência de areão. 

depois, junta-se o ovo e mistura-se tudo bem até formar uma bola. pode usar-se de imediato, mas eu prefiro esperar cerca de meia hora. 

 

e pronto, ladies, aqui está uma semana inteira de sugestões. 

 

tarte vader

tarte vader

Autoria e outros dados (tags, etc)

12
Nov13

Paulo Gonzo

por Lazy Cat

Gosto do Paulo Gonzo. 

Gosto da voz do Paulo Gonzo, gosto das letras, da postura, enfim. Gosto (que é como quem diz que gosto daquilo que conheço, claro) mas tenho a certeza que ficaria muitas horas à conversa com o Paulo Gonzo, tendo a honra de o vir a encontrar. pronto. às vezes, esqueço-me de ouvir música, metida que ando nas minhas milhentas coisas. então, a música vem ter comigo. desta vez, foi através de um blog (obrigad sr). e a música foi esta

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

11
Nov13

so sweet...

por Lazy Cat

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

08
Nov13

cogit-ações

por Lazy Cat

as primeiras estão separadas das segundas apenas por...um gesto. aquele, o primeiro, o que faz com que tudo aconteça. algo do género da moedinha número um do Tio Patinhas! é mesmo, entre o pensar, pensar e pensar e o fazer aquilo em que se pensa está apenas o primeiro gesto, todos os outros seguem naturalmente e pronto. 

 

provas? 

 

pretendia destralhar a minha mala, certo? done! sabem porquê? porque ia mudar de mala e, aproveitando a embalagem, fiz troca, limpeza e triagem. acabei por deixar em casa a minha querida carteira (que é toda em pele e pesa que se farta) a maioria dos cartões, bancários e não só; daqueles de que posso precisar inesperadamente, anotei o número no telemóvel (afinal há que dar uso ao smartphone que se tem!), os que uso quase todos os dias andam comigo e pronto. assim sendo, a minha mala tem neste momento o seguinte conteúdo: 

 

1 bolsa linda (obrigada L.!)com carregador e phone do tlm (que também contém uma pequena carteira plástica com cartões de visita, cartões do mesmo formato em branco, 1 pen. 

 

1 bolsa comprida (pin-up style) com 1 lapiseira, a minha caneta/lápis, 1 caneta.  1 latinha com lima, penso-rápido, corta-unhas, elásticos e ganchos de cabelo. batôn, bb cream, lápis e máscara de pestanas (que uso mais ou menos uma vez por ano, mas teimo em ter e trazer comigo!), e um kit de emergência feminino ;-)

 

1 porta-moedas

1 carteira de tecido (feita por mim) com os documentos e os cartões. 

1 organizador com micas (A6) com os documentos do carro, 1 amostra de creme hidratante e 2 toalhitas (saqueta) onde guardo também tudo o que entra na mala: tickets de compras, panfletos, etc...e que arrumo/limpo ao fim-de-semana. 

1 agenda - aqui, devo dizer está grande parte do peso que carrego! a agenda é boa, mas é grande e muito pesada. como já falta pouco tempo até ao final do ano, estou seriamente a considerar desmembrá-la, ficando apenas com a parte que interessa e deixando o resto em casa...

1 maço de lenços de papel

chaves

telemóvel. 

 

a mala pesa menos de metade e sente-se perfeitamente a diferença tendo ou não a agenda! portanto, em cerca de 15 minutos, fiz uma coisa na qual andava a pensar há semanas. é este o perigo de procrastinar: acabamos por andar sempre a pensar no mesmo, quando podíamos já ter o assunto resolvido e estar a tratar de outros, acabamos por nos culpar, e entramos no ciclo vicioso...mas eu estou fora e bem fora.

 

há muitos anos que não levava as coisas tão certinhas. é verdade que o T estar crescido ajuda muito, mas o essencial, mesmo, é termos vontade, uma vontade genuina de mudar e aí, não precisamos de gurus nem de tretas nenhumas, é dar uma vista de olhos pelo que tem funcionado para outros(se eles já se deram ao trabalho, aproveitemos e agradeçamos) e, se fizer sentido, adaptar à nossa realidade. porque não, eu não vou levantar-me uma hora mais cedo por dia para ter tempo para mim...mas, e cada vez mais, pondero levantar-me todos os dias à mesma hora, inclusive sábados e domingos, ou apenas uma hora mais tarde ao fim-de-semana, porque isso me permite despachar tudo o que preciso de fazer cedo e ficar com dois dias inteiros de lazer em vez algumas horas de lazer entrecortadas de obrigações...

 

também tomei algumas decisões em relação a blogs e sites. aos meus e aos dos outros. quanto aos meus, decidi que em vez de me dispersar por várias casas e plataformas, vou condensar o mais possível as coisas neste, agrupando as publicações por tags, para facilitar a leitura e a pesquisa. vão poder encontrar tags como: crafts, receitas/ementas, acreditar, life as it is, etc...o que fará com que as publicações sejam mais desfasadas ainda do que já são. tentarei que as ementas não o sejam muito, pois sei que muita gente aproveita esta minha mania de organizar as refeições para se inspirar ( e fico feliz de poder ajudar) e não faz sentido andar a publicar receitas de verão, leves e frescas para dias frios e de chuva....

 

em relação aos blogs dos outros, e uma vez que o sapo me dá a possibilidade de seguir aqueles de que gosto, vou usar essa ferramenta, ficando assim atenta a todos, usar o pinterest para outro tipo de publicações e, por último, subscrever feeds, direccionando toda a minha e-actividade para o sapo e deixando das 168 horas de cada semana apenas algumas para estes assuntos. 

 

tomei também a decisão (estou ainda a definir os contornos da coisa) de limitar o contacto com as novas tecnologias (smartphone, tablet) durante a manhã (excepto para trabalho e com regras) e deixá-los completamente fora da minha vida das 22h30 até ao dia seguinte. uma das coisas que mais me agradou quando comprei estes equipamentos foi ter tudo (blogs, sites, FB, e-mail) à mão sem sair da cama...pois agora pretendo divorciar-me deles e mantê-los tão longe da minha cama quanto possível! 

 

encontrei o meu formato ideal de to-do-list e por uma vez, optei por usar papel novo e colorido em vez de reciclar aqueles que teimam em deixar-nos na caixa-de-correio e que só são impressos de um lado. vou continuar a guardar esses e a aproveitá-los, claro, mas vão servir de folhas-de-rabiscos-enquanto-estou-ao-telefone no trabalho. 

 

e era isto que queria partilhar convosco. a vida está a mudar, a ficar mais limpa e leve em vários sentidos e pretendo também abraçar alguns desafios, ao longo do próximo ano, como por exemplo voltar a eliminar o açúcar da minha casa! mas isso é para 2014, por hoje e para já, criar um sistema de organização que se coadune com os meus horários desajustados, um mínimo de rotinas que me permitam manter a cabeça centrada no que está a fazer, livre de preocupações alheias à tarefa em curso e garanta que não me esqueço de datas/tarefas importantes permitindo-me ainda assim dispersar-me e criar (com um mínimo de esforço que lazy é lazy...) é quanto basta. 

 

 

 

PS: em relação às imagens (isto tem andado a moer-me), sempre que não tenham clara a origem ou não refira a fonte das mesmas, serão minhas. muitas vezes, com a pressa, colocava a imagem e pronto, mas isso acabou. se não há tempo para se fazer bem, ficará o post sem imagem... :-)



bom fim-de-semana minha gente. aproveitem e sorriam muito! 

Autoria e outros dados (tags, etc)

08
Nov13

open your hands...

por Lazy Cat

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

07
Nov13

celebrar

por Lazy Cat

não posso/quero/vou escrever este post no dia exacto, mas não posso/quero deixar de o assinalar. é um dia muito importante e um total de anos mais importante ainda, pelo menos, a associação que eu faço dos teus 45 anos ao teu número 45. por razões várias e pela primeira vez em já muitos anos, não estarei à espera das doze badaladas para te desejar um feliz aniversário. mas não me esqueço, nem deixo de te desejar, do fundo do coração que este seja o ano em que encontres o teu verdadeiro número 45. 

 

durante vários meses pedi consistentemente à vida que te trouxesse de volta. e, consistentemente a vida trouxe-te de volta. e consistentemente eu não vi o que tinha que ver. até há bem pouco tempo. mas agora que já sei, mesmo não te querendo de volta e não querendo construir a minha felicidade entrançada na tua desejo-te, como só se deseja a quem se ama de coração corpo e alma: serenidade e sorrisos. que o teu quadragésimo quinto ano te traga a serenidade que te foge e te faça sorrir, genuinamente, lá do fundo da alma, e te faça acordar para um par de olhos amorosos que acordou para se perder nos teus por muitos e muitos anos. até ao fim dos tempos. 

 

e é assim, também que celebro o momento em que sou (finalmente!) capaz de me despedir de ti sem rombos no coração, sem apertos, sem lágrimas grossas e quentes e sem gritos, nem sequer mudos.  despeço-me em paz, com carinho, do homem que am(ar)ei. por tudo mesmo e por nada: obrigada! 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Posts mais comentados



Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D

no thing

No luxury and no comfort, no delight and no pleasure, no new liberty and no new discovery, no praise and no flattery, which we may enjoy on our journey, will mean anything to us if we have forgotten the purpose of our travels, and the end of our labours (Isaiah Berlin)





"If you are lucky enough to find a way of life that you love you have to find the courage to live it."
John Irving