Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]


é a distância

14.04.16

sim, a distância. é a distância que nos torna insensíveis. cegos. surdos. a distância que nos impusemos ou nos foi imposta. os muros que construimos ou criámos. as portas, as belas fachadas. a distância. distância a que está o sítio onde mantiveram cativo, alimentaram e mataram o frango que temos no prato. distância que vai daqui ao fundo da rua, onde vivem "aqueles do turbante" ou os ciganos, a distância que vai do meu jardim cuidadosamente vedado às janelas sem cortinas dos quartos onde 8 dormem apinhados. a distância que vai do trilho que percorro a ouvir música todas as manhãs à encosta mansa em que os ciganos dormem sob uma tenda de mantas velhas. a distância a que se colocam casas de repouso onde guardamos os que já nos ficam velhos. fora da nossa rua, da nossa vida. longe do nosso bairro. longe. é difícil vir mais, sabe, fica tão longe! é a distância a que são tratadas, colhidas e embaladas por mãos que dormem apinhadas as frutas doces com que nos regalamos à tarde, ao sol. e é a distância a que nos colocamos quando dizemos "estão a sacrificar o ambiente em prol do dinheiro". estão. eles. os outros. os que não nos tocam, não nos são próximos, estão afastados. à distância. é não ver a perna insegura que luta para subir o degrau, dia após dia, várias vezes ao dia, apoiada por mãos já trémulas, é não ouvir quem já não ouve, quem já não canta porque a voz se engasga. estar longe, mesmo que ali ao lado. é virar as costas ao gatos vadios, que só sujam as ruas, é o passar de largo. é ir pelo caminho mais longo porque a meio do mais curto há um semáforo perto do qual, invariavelmente, alguém nos pede alguma coisa. é a distância. é a distância que nos permite fechar os olhos e dormir tranquilos. não ouvir, não ver. a distância. é a distância que nos permite ignorar as atrocidades da vida. até quando? 

Autoria e outros dados (tags, etc)



sobre estados de alma e outras insignificâncias... :)

"If you are lucky enough to find a way of life that you love you have to find the courage to live it."
John Irving



Pesquisar

Pesquisar no Blog  

Curiosity killed the cat...

foto do autor


no thing

No luxury and no comfort, no delight and no pleasure, no new liberty and no new discovery, no praise and no flattery, which we may enjoy on our journey, will mean anything to us if we have forgotten the purpose of our travels, and the end of our labours (Isaiah Berlin)

Posts mais comentados


Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2014
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2013
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D


Gatos cuscos



Visitas