Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Habita-me

27.11.16

Habita-me, faz-me casa e faz-te rio em mim. Corre-me pelas veias, alimenta os meus dias, riacho manso de prata ao luar, cascata branca, imensa, intensa, pura. Força. Terra firme que me sustém e me alicerça. Folha de Outono que me aconchega e me amortece a queda. Habita-me.

Habita-me, planta generosa e perfumada de jasmim. Enlaça-me nas tuas guias, prende-me, protege-me (de mim), insinua-te e inebria-me, rasga-me, enfeita-me e retém-me em ti. É Primavera, desaperta-me, desperta, deixa-me ir e saber voltar. Deixa-me habitar em ti. 

 

 

habitamemim.jpg

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

As palavras dos outros

27.11.16

As palavras dos outros são por vezes aquelas que gostaríamos de ter dito, escrito. Aquelas que, mais que tudo, quereríamos ter sabido alinhar assim e que dizem tanto e que dizem quase tudo...como eu não teria sabido. E que fazem, apenas, todo o sentido. 

 

Encontra-me
Procura-me. (e por favor) Encontra-me. Estou naquele lugar que toda a gente conhece, mas ninguém sabe onde fica. Tu sabes onde eu estou. Eu não. Habita os meus dias. Aqueles. Que acontecem totalmente em mim. Apenas por dentro. Em garfos. Sob os cascos do tropel de mil cavalos.

Olha bem para mim.

Não sejas como o espelho que se enfastia. As suas imagens têm travo a carne seca. A ideias gastas. Desilusão de vida. Língua que mordo. Portas que batem sem se abrir. Sentimentos espalhados pela rua, que a chuva leva.

Se soubesses…

Não são os dias que são sombrios. Não são os sons que são tristes. Não são as flores que murcham nem as palavras que me prendem. SOU EU! Eu é que existo a ferros. Sou todo espinhos. Peso. Noite. Em tempestade(s). Gastas.

Continua aqui

 

Obrigada FP

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

sobre o tempo, talvez

25.11.16

tenho tido vontade de escrever, vislumbres de palavras que me acenam lá do fundo da cama, me fazem querer acordar mais cedo, ideias, nascidas como sempre de qualquer sopro de vento, vontades, tantas que todas ficam adormecidas comigo até à hora do levantar obrigatório...

quis escrever sobre aquilo a que nos prendemos, coisas e pessoas, sobre a falta que nos fazem a luz e o calor do sol, sobre o frio que regressa e convida a ficar em casa, enroscada com os gatos...tanta coisa para dizer sobre coisas tão importantes e só me apetece contar-vos que já escolhi todas as receitas para as bolachas de Natal que, como não sei se irei a Lisboa até lá, já encomendei à Maria o que não encontro aqui, e que este ano lá fiz marmelada com um toque de especiarias e ficou mesmo muito boa. Não ficou nada vermelhinha. Mas está bonita, muito saborosa e fica bem com todos os queijos que havia cá por casa, do mais elementar fresco ao manchego ou ao roquefort. 

 

Chove a potes, parti o meu jarro térmico que tinha há anos (tantos quantos por cá temos Ikea) e estou com dificuldade em lhe arranjar substituto. Apetece-me chá, pão de nozes com marmelada e tempo para ficar a ver a chuva pela janela.

 

IMG_5696.JPG

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

again...

16.11.16

if you can be anything....choose to be kind... 

bekind.jpg

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Music after a concert...

12.11.16

sparks, treasures, something to hold on to on days like today, and yesterday, and all the days I can't smile....old  voices, new voices...close your eyes and listen...

 

 

Lyrics: Vincent 

 

 

Lyrics: Sittin'on the dock of the bay

 

 

 

Lyrics: Te amaré

 

 

Lyrics: Quién

 

 

Lyrics: Nuit

 

 

 

 

Lyrics: Evidemment

 

 

 

Lyrics: Por um dia

 

 

Lyrics: A rima mais bonita 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


sobre estados de alma e outras insignificâncias... :)

"If you are lucky enough to find a way of life that you love you have to find the courage to live it."
John Irving



Pesquisar

Pesquisar no Blog  

Curiosity killed the cat...

foto do autor


no thing

No luxury and no comfort, no delight and no pleasure, no new liberty and no new discovery, no praise and no flattery, which we may enjoy on our journey, will mean anything to us if we have forgotten the purpose of our travels, and the end of our labours (Isaiah Berlin)

Posts mais comentados


Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2014
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2013
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D


Gatos cuscos



Visitas