Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Parabéns sis

29.02.16

IMG_5490.JPG

Let all your life be as sweet as your birthdaycake...

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

co incidências

27.02.16

Estava por aqui a pensar que não sabia o que escrever hoje e resolvi dar uma volta pelos blogs pra os quais tenho link no LazyDays. 

Econtrei isto:"Li isto há pouco tempo, na autobiografia de um filósofo americano: o lugar em que nos encontramos pode ser perigoso, mas se lá estamos, é a nossa casa naquele momento; ou domesticamos esse espaço, conquistando-o, ou estaremos sempre a começar do zero." nos AnimaisDomésticos

 

E, acontecimento estranhíssimo, isto serve-me na perfeição.

 

Vivo aqui há cerca de 2 anos, mudei de casa 4 vezes e estou em contagem decrescente para a próxima: saio desta casa até ao dia 5. Há menos de uma hora dizia a mim-própria que tenho saudades da cidade. E tenho. Muitas. Mas também há imensas vantagens em viver aqui. E tenho consciência delas. No entanto...no entanto, talvez falte exactamente isso: domesticar este espaço. E não, não falo da casa. Falo do tempo/espaço em que vivo. É verdade que se a casa não é confortável, o dinheiro é curto, etc...tudo o que diz respeito à parte prática da vida se torna muto mais difícil. Ou será que é difícil porque no fundo no fundo continuo a achar que o meu lugar não é aqui, que os meus projetos não têm lugar aqui. Ou, simplesmente porque a relva da vizinha é sempre mais verde que a minha? Ou talvez sejam estas considerações apropriadas a um dia de frio e chuva. Mas desta vez a mudança (recomeçar do zero) pesa como nenhuma outra antes. E tive que pedir ajuda, em vez de fazer tudo sozinha, como sempre fiz antes. 

 

Talvez esteja na hora de domesticar(me)? 

domesticar-me.jpg

Les experts n’arrivent pas à déterminer si nos matous sont une espèce apprivoisée.
link

Autoria e outros dados (tags, etc)

We've Got The Whole World In Our Hands

26.02.16

Hands. Mãos. Que embalam ou torturam e magoam e curam. Mãos. As minhas. As tuas. As nossas. Mãos que desfazem e constroem, mãos. Às tuas mãos, nas minhas mãos, lavar daí as mãos...de mãos atadas. Mãos. Sem mãos. Sem nada. 

 

 

A propósisto disto e disto. E do mundo estar na mão de todos. 

Autoria e outros dados (tags, etc)

... e o mar aqui tão perto...

25.02.16

Tenho vivido e/ou trabalhado, desde há vários anos com o mar em pano de fundo. O mar faz de tal maneira parte de minha vida, o cheiro, a areia, o barulho ora calmo ora poderosamente enraivecido que por vezes me esqueço de olhar para ele e preciso de um olhar alheio para me lembrar o quão bom é viver à beira-mar...

 

mar.jpg

 

                                                                                                       Cheiro a terra as árvores e o vento                                                                                                                        Que a Primavera enche de perfumes                                                                                                                               Mas neles só quero e só procuro                                                                                                                                A selvagem exalação das ondas                                                                                                             Subindo para os astros como um grito puro.                                                                                                                                 Sophia de Mello Breyner-1944

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

A criatividade também é biodiversa

24.02.16

Para mim, é impensável fazer cartões de visita, um embrulho de presente ou um relatório cuja imagem não seja "cuidada". Postas de parte as considerações sobre o gosto de cada um, para mim a imagem que passa tudo aquilo que faço, escrevo, ofereço, é importante. Daí que, quando decidi avançar com os passeios turísticos guiados, precisei de um logo, um tema, uma ideia que foi trabalhada até à exaustão, até ficar "perfeita" e, ainda assim, acho que com uma ligeira alteração, ficaria melhor, mas aí já vou precisar de um designer e vou deixar essa parte para o fim do verão quando, espero, os passeios tiverem rendido o suficiente para fazer face a esses gastos. 

Andei às voltas até começar porque não encontrava o nome certo, as cores certas, não tinha a certeza de como fazer todo o material e a divulgação, site ou página de FB ou as duas coisas...uma canseira infinita, mas que me dá prazer e me faz sorrir quando olho para o resultado final. 

 

E porque é que eu vos estou a dizer isto? Porque descobri que...não faz mal fazer estas coisas todas de outra maneira, escolher rapidamente uma entre dez propostas de logo, fazer cartões de visita sem pensar sequer em escolher papel, sem passar horas a escolher a melhor posição para o logo, deixando o texto com a fonte que estiver definida quando se começa a escrever...não só não faz mal como funciona!!! Afinal para que server um cartão de visita? Para comunicar nomes e contactos! Nada de mariquices de achar que passa uma imagem de nós, da nossa empresa, daquilo que pomos no que fazemos...para quê? Para isso está o nosso trabalho! 

 

E assim se evitam horas de pensamentos e invenções...e não faz mal, porque também funciona!

 

criatividade.jpg

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

coisas que me irritam #1

23.02.16

Para que conste trata-se de uma "conversa" entre colegas de escritório sobre trabalhadores do campo "gosto muito deste rapaz, ele é tão... tão pessoa

um entre 50 nepaleses. isto tira-me do sério porque os outros 49, que por sinal ainda trabalham na empresa enquanto este já se foi à procura de melhor, são "esta gente" e "tomara já que se vão todos embora"

gente não são pessoas

 

Se o meu filho,como tudo indica, tiver que vir a fazer vida fora deste país ingrato que o viu nascer, eu gostava que ele fosse "pessoa". Que nesse lugar que ele escolher, haja pessoas que reconhecem pessoas...mas isto sou eu que também acho que se deve dar prioridade às ambulâncias,usar os piscas dos carros, dar prioridade aos peões mesmo fora da passadeira, apanhar os presentes dos nossos animais de estimação e ajudar sempre que nos for possível...coisas minhas, manias! deixem lá, pode ser que isto nunca me passe! ;)

 

 

tolerancia.png

 

"Eduquem as crianças e não será necessário castigar os homens" 

                                                                         Pitágoras, Grécia Antiga -582 // -497

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

...and sometimes...

22.02.16

...I nearly write, nearly breathe, nearly live...because writing is like breathing and if you hold your breath for too long you get dizzy...back to writing is having my life back...restoring the balance...writing is like smiling to the sun, alone, at sunrise on some awakening beach...

 

breathe-write.jpg

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Amanhã é Domingo

20.02.16

 

Hoje há sol, um sol morno, vestido de ventos frios, mas há sol. O frio dos últimos dias parece-me já distante e anseio pelo Domingo, pelo descanso, uma esplanada ao sol...conversas, amigos, crianças que correm entre as mesas. Vida. Calor. No rules, no watch, only the goodlife. 

 

 

morningcoffee.png   “You will never reach your destination if you stop and throw stones at every dog that barks.”

                                                                                                                                                          Winston Churchill

                                                                                                                                             

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


sobre estados de alma e outras insignificâncias... :)

"If you are lucky enough to find a way of life that you love you have to find the courage to live it."
John Irving



Pesquisar

Pesquisar no Blog  

Curiosity killed the cat...

foto do autor


no thing

No luxury and no comfort, no delight and no pleasure, no new liberty and no new discovery, no praise and no flattery, which we may enjoy on our journey, will mean anything to us if we have forgotten the purpose of our travels, and the end of our labours (Isaiah Berlin)

Posts mais comentados


Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2014
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2013
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D


Gatos cuscos



Visitas